Implante Dentário dói? Saiba a verdade aqui

Atualizado: 13 de jan.

O procedimento de implantes dentários evoluiu muito nos últimos anos e hoje é uma prática consolidada e com uma taxa de sucesso bem alta. Ainda assim, há muitos mitos em relação ao assunto. Muita gente deixa de fazer a cirurgia ou procrastina porque acha que implante dentário dói ou que cirurgia e o pós-operatório são muito complexos, por exemplo.


Mas, será que é verdade?



Neste artigo, você vai saber a resposta para essas e outras questões com base nas principais dúvidas dos pacientes aqui do consultório. Leia até o final e fique mais tranquilo (a) para tomar a sua decisão.


Como é feita a cirurgia de implante dentário: passo a passo


O primeiro passo é a avaliação, considerando estado de saúde, estrutura óssea e espaço adequado para instalar o implante. Em alguns pacientes, é necessário fazer um tratamento prévio para abrir espaço ou até enxerto ósseo antes.


Feito isso, o paciente já pode passar pelo procedimento, em que é feita uma incisão na gengiva para alcançar o osso e colocar o pino de titânio.


Aí, é colocada uma tampa de proteção e dá-se os pontos. O paciente deve aguardar de 3 a 6 meses, que é o tempo do processo de osseointegração (quando o implante se integra ao osso).


A colocação da prótese é feita depois de confirmado que esse processo foi concluído, através de uma radiografia. A moldagem da coroa na cor certinha é feita em laboratório.


Se você chegou até aqui para saber se instalar implante dentário dói, a resposta vem logo a seguir.


Afinal, colocar implante dentário dói?


Você que não fez a cirurgia até agora porque acha que colocar implante dentário dói, pode ficar tranquilo (a). Todo o procedimento descrito anteriormente é feito sob anestesia local.


O que é normal é um leve desconforto depois da cirurgia, mas, saiba são prescritos medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios, de acordo com a necessidade de cada um, além de outras recomendações pós-cirúrgicas.


Em geral, é pedido também que o paciente faça repouso no dia seguinte, use bolsas de gelo para reduzir o inchaço, siga uma alimentação líquida ou pastosa nos primeiros dias e mantenha cuidados de higiene bucal.


Agora vamos ver uma lista com alguns outros mitos em relação à instalação do implante dentário.


Você pode se interessar:


  • Alinhadores invisíveis funcionam? Descubra! (link interno)

  • Lentes nos dentes: tudo o que você precisa saber (link interno)


Outros mitos sobre colocação do implante dentário


MITO 1: Qualquer pessoa pode colocar implante


O primeiro passo é fazer uma avaliação do caso com um profissional. Ele deve pedir exames e, então, verificar as condições gerais, além de detalhes como espaço entre os dentes, abertura da boca e possibilidade de encaixe do implante no osso.


Se a pessoa ficou bastante tempo sem dente, por exemplo, é normal que onde antes cabia o dente, agora não cabe mais, por causa da reabsorção óssea nesse período.


MITO 2: Existe implante dentário sem cirurgia


Na verdade, existe o implante em que não exploramos a gengiva, mas, mesmo assim, é feito um pequeno corte para fazer o procedimento.


De qualquer maneira, é preciso fazer uma avaliação prévia para identificar se essa é ou não a melhor opção, já que não é ideal para todo mundo.


MITO 3: Implante é indicado apenas para idosos


Pessoas de qualquer idade podem precisar de implante. Isso porque ele é o tratamento ideal para todos que perderam dentes.


Para ser viável, é fundamental que o crescimento ósseo tenha sido finalizado, o que ocorre por volta de 17 ou 18 anos, além de uma boa condição de saúde geral.


MITO 4: Diabéticos não podem fazer implante


É verdade que o implante pode ser contraindicado para pessoas com diabetes, porém, isso pode variar de acordo com cada pessoa.


Caso a glicemia esteja sob controle e o médico esteja acompanhando o procedimento de forma integrativa, com todos os devidos cuidados, é possível, sim, fazer o tratamento com implante no diabético.


MITO 5: O corpo pode rejeitar um implante dentário


O material usado para fazer o implante é o titânio, que é biocompatível e, portanto, aceito pelo organismo tranquilamente.


O que pode comprometer o procedimento é a qualidade da fisiologia da massa óssea. Isso porque é importante que esse implante de titânio se integre ao osso para que as etapas sejam concluídas com sucesso.


Agora que você já sabe se o implante dentário dói mesmo ou não e tirou todas as dúvidas sobre o assunto, o que mais está te impedindo de marcar uma consulta? Agende agora mesmo (link para a página de formulário de contato) e vamos conversar sobre o seu caso especificamente.

24 visualizações0 comentário